segunda-feira, 29 de junho de 2020

Cidades do interior do Ceará em lockdown registram elevado fluxo de pessoas nas ruas

Em Iguatu, o fluxo de pessoas foi mais intenso próximo as agências bancárias
Foto Wandenberg Belém
No primeiro dia de 'lockdown' nas cidades de Iguatu, Tianguá, Crato, Barbalha e Brejo Santo, a população saiu às ruas em busca de serviços bancários e compras em supermercados. A adesão às medidas rígidas de isolamento social varia entre os centros urbanos, mas o que se observou de um modo geral foi a formação de filas e de aglomerações de moradores.

Essas cinco cidades se somam a outras duas que já estavam em lockdown também por decisão de decreto estadual: Sobral, na zona Norte (há 14 dias) e Juazeiro do Norte, no Cariri cearense (há sete dias).
Salto

A medida de adoção de sistema mais rígido teve por base o crescimento do número de casos e de óbitos por Covid-19 e taxa de ocupação de leitos de UTI e de enfermarias, na última semana.

Em Iguatu, que já estava em lockdown por decisão da gestão municipal desde a última quinta-feira (25), a movimentação nas ruas é reduzida. As principais vias do centro comercial foram fechadas com grades de ferro para impedir o trânsito de veículos.

Há movimentação, entretanto, de pessoas no entorno das agências bancárias, casas lotéricas e correspondentes bancários. “Estou na fila porque preciso receber o benefício social”, disse a dona de casa, Marilena Souza. “Lamento porque as pessoas ficam muito perto uma das outras”.

Jucileide de Souza é outra dona de casa que veio para a Caixa Econômica Federal enfrentar a fila. “Vou ficar aqui até as 13 horas”, previu. “Acho que o prefeito não devia ter fechado tudo, supermercados, caixas rápidos, porque agora está havendo aglomeração”.

A artesã Tácia Bezerra disse que concorda com o lockdown, mas também reclamou contra o fechamento de bancos desde a última sexta-feira. “Está reabrindo hoje e o resultado é um número grande de pessoas”, contou. “Vim tira dinheiro por meu pai, sogro, sogra e esposo, por quatro pessoas, e em bancos diferentes”.

O subcomandante do 10º Batalhão da Polícia Militar, em Iguatu, coronel Oliveira, explicou que todas as quatro vias de acesso à cidade estão com barreiras sanitárias e sendo monitoradas. “Nesse primeiro momento, estamos com trabalho educativo”, explicou. “O isolamento mais rígido visa à proteção dos moradores”.

O prefeito de Iguatu, Ednaldo Lavor, voltou a pedir o apoio da população. “Somente saiam de casa se for de extrema necessidade. Vamos manter o isolamento social, distância nas filas”, frisou. “O decreto do governo do Estado reforça que estávamos no caminho certo quando nos antecedemos e decretamos lockdown porque os números de casos, infelizmente, vêm crescendo”.

De acordo com o decreto municipal em Iguatu, na segunda, quarta e sexta-feira, postos de combustível funcionam das 7 horas às 11 horas; os supermercados das 14 horas às 22 horas; bancos e lotérias das 9 horas as 14 horas. Nos demais dias, tudo volta a ser fechado. 
Tianguá

Na cidade de Tianguá, na Serra da Ibiapaba, foram observadas filas no entorno de bancos e na farmácia municipal para entrega de medicamentos à população. “Hoje é dia de pagamento de aposentadorias, benefícios da Bolsa Família e isso faz com que muitas pessoas viessem à rua”, observou o locutor, Mateus Urias. “Hoje está um dia comum, igual aos outros”.

Nas redes sociais, vários moradores postaram fotos e vídeos e comentaram sobre a movimentação intensa nas ruas da cidade de Tianguá. Nas ruas do Centro foram instaladas barreiras fixas. “Infelizmente, os moradores afastam ou derrubam e passam de motos e carros”, disse o aposentado, Francisco Morais.

Com informações do Diário do Nordeste.