sexta-feira, 29 de maio de 2020

Médico Pedrabranquense Chico Barreto está curado do coronavirus

O médico pedrabranquense, Dr. Chico Barreto, como é conhecido por todos no município, anunciou que está totalmente recuperando do coronavírus.

O médico que foi diagnosticado no último dia 14 com o Covid-19, testado positivo para o vírus, fez um comunicado em um grupo de whatsapp, “Amigos Conectados”, relatando estar com o Covid-19 e tendo que se afastar dos trabalhos que desenvolvia no PSF do bairro Santa Maria e também no hospital municipal São Sebastião

Após o anúncio feito pelo médico, afirmou estar bem, e que é assintomático e apenas tomando muito líquido. Dr. Chico ficou em isolamento em sua residência, na chácara Buenos Aires, em frente ao hospital local municipal de Pedra Branca-CE.

O comunicado de sua recuperação total foi anunciado nesta última quinta-feira, 28, pela Secretaria de Saúde do município, após o médico cumprir rigorosamente o isolamento domiciliar por 14 dias.

Dr. Chico Barreto está se sentindo muito disposto e sem risco algum na transmissão do vírus para as demais pessoas, o mesmo afirmou que a partir da próxima segunda-feira 01 de Junho poderá retornar aos trabalhos normalmente.

Com informações do Site Correio News.

Acopiara: Ato Religioso em memória do 6° ano de vida eterna do Padre Crisares Sampaio Couto, nesta sexta-feira (29)

A Prefeitura de Acopiara convida toda comunidade católica acopiarense a participar do Ato Religioso em memória do 06° ano de vida eterna do Pe. Crisares Sampaio Couto.

Um momento de fé e renovação da esperança na vida eterna.

Mesmo com boa safra, preço do feijão-verde ainda está elevado em Iguatu

No entorno do Centro de Abastecimento de Iguatu, cidade polo de prestação de serviços e de comércio, o preço do quilo do feijão-verde permanece elevado, em torno de R$ 10. O consumidor ainda está pagando caro pelo produto mesmo com a elevada safra do grão neste ano.

O mercado local ainda não seguiu a queda significativa de preço na região do Cariri e da Ibiapaba, cujo preço do quilo do grão é vendido pelos atravessadores para feirantes por R$ 2,40 e R$ 2, respectivamente. Para o consumidor final, o preço nessas duas regiões é de R$ 3,00.

A Central de Abastecimento do Ceará (Ceasa) relaciona a queda de preço do produto em decorrência da elevada oferta. “A colheita já começou e estamos tendo uma elevada produção”, pontuou o analista de mercado da Ceasa, Odálio Girão.

Em Iguatu, os feirantes explicam que a colheita da safra de feijão-verde de sequeiro nas várzeas da localidade de Santa Rosa ainda não começou. “A partir da próxima semana deve começar a colheita e a safra será muito boa”, disse a feirante Mariana Ferreira. “O preço está alto porque está faltando, quase ninguém tem pra vender”. A expectativa é de que o preço do feijão-verde comece a sofrer queda a partir da próxima semana.

Com informações do Diário do Nordeste.

Festa de Senhora Sant'Ana em Iguatu é transferida para outubro

A crise provocada pela pandemia do novo coronavírus tem interferido de forma direta no funcionamento de setores econômicos do país, como o comércio e a indústria, além do funcionamento de templos religiosos católicos, protestantes e outras entidades.

Por conta da crise, muitos eventos tradicionais, religiosos ou não, já foram cancelados, outros estão sendo adiados, como é o caso da festa da Padroeira de Senhora Sant'Ana, de Iguatu, que será realizada no período de 1º a 11 de outubro próximo.

A informação foi divulgada pelo pároco da Matriz de Senhora Sant'Ana, padre Yukio Adelly, durante missa celebrada nesta última quinta-feira (28).

De acordo com o religioso, a mudança é uma das consequências da pandemia do coronavírus e obedece decretos governamentais e da Diocese, bem como o plano de retomada, anunciado pelo governador Camilo Santana.

A festa de Senhora Sant'Ana é realizada tradicionalmente na segunda quinzena do mês de julho, com missa campal. Esse ano, com a mudança no calendário, a procissão ocorrerá no domingo (11), de outubro, data do aniversário da paróquia, abrindo as comemorações dos 190 anos da paróquia Matriz de Iguatu.

Com informações do Site Iguatu Noticias.

Chuvas voltam a banhar Acopiara e mais 84 municípios cearenses

O mês de maio, que é o último da quadra chuvosa, se aproxima do final e se mantém com boas chuvas durante a segunda quinzena, em todas as regiões do Ceará. A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou, entre 7 horas desta quinta-feira (28) e 7 horas desta sexta-feira (29), chuvas em 85 cidades, conforme balanço parcial, às 11h15.

Entre as 7 horas de quarta-feira (27), e 7 horas de ontem (28), houve registros somente em 16 das 184 cidades cearenses - o menor índice de municípios com precipitações em um intervalo de 24 horas no mês de maio.

Com chuvas em todas as macrorregições do Estado, o Litoral de Fortaleza (média de 14.0 mm), Litoral Norte (13.1 mm), Litoral do Pecém (11.7 mm) e Sertão Central (10.3 mm) foram as mais favorecidas com chuvas nas últimas 24 horas. Conforme o balanço, as cidades de Icapuí (52.0 mm), Aquiraz (49.0 mm) e Quixeramobim (49.0 mm) tiveram os maiores volumes. 

Uruburetama (48.0 mm) e São Gonçalo do Amarante (44.0 mm) fecham a listas das cinco maiores precipitações do intervalo. 

Previsão

De acordo com a Funceme, a previsão de tempo até o próximo domingo (31) é de tempo nublado em todas as regiões com possibilidade de chuva na faixa litorânea, na região Jaguaribana e no Sertão Central e Inhamuns.

As chuvas verificadas nesta segunda quinzena do mês são provocadas por formação de áreas de instabilidade no Oceano Atlântico, associada a influência de um sistema frontal (frente fria), a partir do Leste do Nordeste brasileiro (Pernambuco, Alagoas, Paraíba). Já a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), que é o principal sistema que traz precipitações para o Ceará durante a quadra chuvosa (fevereiro a maio), permanece afastada da costa cearense, sem influência desde o início deste mês.

O sistema meteorológico frontal ou frente fria é uma zona de transição entre uma massa de ar quente e outra de ar frio, que geralmente se forma em regiões de grande contraste térmico. A Funceme explica que este fenômeno se denomina de frente fria, porque tem a massa de ar mais fria que desloca a partir do oceano a massa de ar mais quente, formando nuvens de chuva no continente. 

“Quando o inverno é prolongado, chuva até o fim de maio ou começo de junho favorece muito a manutenção da pastagem nativa (capim) que serve de alimentação para o rebanho bovino, ovino e caprino”, observou o técnico agrícola da Ematerce, Joaquim Virgulino Neto.

“Este ano está sendo assim e isso traz melhoria para a segurança alimentar e criação do gado, reduzindo as despesas dos criadores”, ressalta.

Expectativa

No campo, os produtores rurais estão animados, segundo o diretor do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Iguatu, Evanilson Saraiva. “Essas últimas chuvas contribuem para o crescimento da lavoura de milho e de feijão que foi cultivada mais tardiamente”, pontuou. “Quem plantou, mesmo por último, vai ter uma boa safra”.

Na manhã desta sexta-feira (29), o agricultor de base familiar veio ao centro de Iguatu para oferecer feijão-verde aos vendedores do mercado central. “A colheita vai começar na próxima semana e vim sondar o preço de compra”, disse. “Vamos ter uma boa safra”. Por enquanto, o quilo do produto está sendo vendido por R$ 10,00, bem acima do preço comercializado na Central de Abastecimento (Ceasa) de Fortaleza e do Cariri.

10 maiores chuvas das últimas 24 horas:

Icapuí (Posto: Barrinha): 52.0 mm

Aquiraz (Posto: Sitio Sapucaia Fagundes): 49.0 mm

Quixeramobim (Posto: Encantado): 49.0 mm

Uruburetama (Posto: Uruburetama): 48.0 mm

Quixeramobim (Posto: Paus Brancos): 45.0 mm

São Gonçalo Do Amarante (Posto: Siupe): 44.0 mm

Uruoca (Posto: Paracua): 43.0 mm

Morrinhos (Posto: Morrinhos): 42.0 mm

Eusébio (Posto: Eusebio): 38.0 mm

Quixeramobim (Posto: Sao Miguel): 36.0 mm

Com informações do Diário do Nordeste.

Grupos de risco devem permanecer em casa durante a retomada das atividades econômicas no Ceará, alerta governo

O secretário-chefe da Casa Civil, Élcio Batista, afirmou na manhã desta sexta-feira (29), que os grupos de risco devem permanecer em casa, mesmo durante a retomada das atividades econômicas, prevista para iniciar na próxima segunda-feira (1°). O plano foi anunciado nesta última quinta-feira (28), pelo governador do Ceará Camilo Santana, dando início a uma nova etapa das ações estatais decorrentes da pandemia do novo conoravírus (SARS-CoV-2).

“Os grupos de risco devem continuar em casa. A gente tem que ter uma prioridade para cuidar das vidas das pessoas. Justamente, porque ou elas possuem algum tipo de comorbidade, por exemplo, diabetes e hipertensão. Então, essas pessoas precisam ter um cuidado maior e a gente tem que proteger. Quando eu falo a gente, é a família, é a empresa, que contrata essas pessoas", disse.

O plano de retomada da economia do Ceará começará no dia 1º de junho, quando iniciará um período de transição que durará até o dia 7. Depois, seguirão outras quatro fases, cada uma com 14 dias, com a divisão das atividades liberadas para retomarem por grupos. Já na fase de transição, setores do comércio já poderão funcionar. Escolas estão na última fase, por exemplo.

Batista ainda destacou que o ideal é que as pessoas continuem a se isolar o máximo que puderem. "As empresas que puderem devem continuar a utilizar o home office. Ou seja, o trabalho das pessoas em casa. Todas as empresas que puderem continuar fazendo isso é super importante que continue”, afirmou.

Sobre o funcionamento dos serviços públicos como Detran, Vapt-Vupt, dentre outros, o secretário disse que esses órgãos, neste primeiro momento, não devem abrir para o público. Élcio aconselha o cidadão solicitar os serviços por meio de agendamento.

“Os órgãos públicos como Detran e Vapt-Vupt, por exemplo, que causam grande aglomeração, provavelmente não [funcionarão]. A gente está jogando eles um pouco para segunda fase. E aí sobre isso, é muito importante, nós estamos buscando o máximo possível, no setor público, fazer [serviços] por agendamento", destacou. "Isso vale também para o setor privado”, completou.

Com informações do G1 Ceará.

Ceará confirma 37.954 casos de coronavirus e 25.766 recuperados da doença; óbitos chegam a 2.743

O número de casos confirmados da Covid-19 no Ceará, infecção causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2), chegou a 37.954 mil, segundo a última atualização da plataforma IntegraSUS, administrada pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), às 9h36 desta sexta-feira (29). Os casos fatais da doença contabilizam 2.743. 

Ainda de acordo com a portal, 25.766 mil pessoas se recuperaram do novo coronavírus em todo o Estado. A letalidade da doença é de 7,2%. O número de casos em investigação são de 46.707 e ao todo, 92.515 pessoas já foram testadas. 

Com informações do Diário do Nordeste.

Acopiara: 6 Anos de Saudades de Padre Crisares

Hoje sexta-feira 29 de maio de 2017, esta completando 6 anos de saudade do Padre Crisares Sampaio Couto, o mesmo faleceu no dia 29 de maio de 2014, aos 85 anos.

Padre Crisares Sampaio Couto foi o sexto vigário da cidade de Acopiara. Nasceu no município de Jardim-CE, no ano de 1929, estudou no seminário do Crato e de Fortaleza.

Ordenou-se em 1953, foi professor do Seminário e do Colégio Diocesano do Crato, subsecretário da Diocese do Crato, vigário cooperador de Icó e de Iguatu, vigário geral da Diocese de Iguatu. Padre Crisares vivia em Acopiara há mais de 50 anos. 

O Padre deixa um grande legado na vida social de muitos acopiarenses, entre inúmeros serviços prestados, trabalhou de forma enérgica em parceria com Organizações Católicas na construção de açudes que levaram água para muitas comunidades na zona rural do município.

Ceará tem menor taxa de contágio do País e estabiliza curva do coronavirus

Ainda não é a notícia que sempre quisemos dar, mas já é melhor do que muitas: a curva de contágio do novo coronavírus no Ceará está, hoje, estabilizada. Uma pesquisa do grupo Covid-19 Analytics, que reúne engenheiros, economistas e cientistas de dados, aponta que o Estado é o único de todo o País com taxa de contágio abaixo de 1 (0,92). Isso significa dizer que, em média, cada infectado no Ceará transmite o vírus para menos de uma pessoa - cenário que, se for mantido, deve frear o avanço da doença e diminuir o número de novos casos.

Atualmente, o Ceará tem 37.821 casos confirmados e 2.733 mortes por Covid-19. Outras 24.979 pessoas estão recuperadas. Em Fortaleza, são 21.328 confirmações da nova virose e 1.804 óbitos, enquanto os recuperados somam 13.950 casos. Os dados são do Integra SUS, plataforma da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), atualizados às 18h04 de quinta-feira (28).

O cálculo para se obter o número efetivo de reprodução (R) - nome oficial da "taxa de contágio" - considera variáveis como o crescimento de casos confirmados dia a dia, o número de pacientes recuperados e o de casos ainda ativos. Desse modo, outro fator que interfere nos resultados são os níveis de transparência na divulgação de dados por parte das secretarias de saúde estaduais, já que o Covid-19 Analytics utiliza fontes oficiais.

O levantamento da PUC-Rio mostra as taxas de contaminação no Ceará entre os dias 15 de abril, quando uma pessoa infectada no Estado transmitia a doença para outras 2,75; e 26 de maio, segundo dia em que a taxa ficou abaixo de 1, considerado o "ideal". O número favorável foi atingido ainda em 25 de maio, quando ficou em 0,99. A taxa atual do Brasil, de 26 de maio, é de 1,89.

O pico de transmissibilidade no Ceará, segundo os dados, foi registrado no dia 22 de abril, quando a taxa de contágio totalizou 3,01 - ou seja, um doente cearense passava o novo coronavírus para cerca de três pessoas, fazendo os casos se multiplicarem com maior velocidade.

O modelo matemático leva em conta também o tempo de recuperação de cada paciente, como explica Gabriel Vasconcelos, pesquisador de pós-doutorado da Universidade da Califórnia e integrante do Covid-19 Analytics. "A taxa está ligada diretamente a quantas pessoas cada doente infecta. O que a faz subir ou descer é a velocidade com que as pessoas se recuperam. Conforme os tratamentos forem avançando, o número desce; se os pacientes ficam doentes por mais tempo, podem infectar mais gente, e a taxa sobe", pontua.

Com informações do Diário do Nordeste.

quinta-feira, 28 de maio de 2020

Moradores são beneficiadas com kits de limpeza em Acopiara

A Prefeitura de Acopiara, por meio da Secretaria do Meio Ambiente, em parceria com a Fábrica de Sabão Juá - de Juazeiro do Norte, realizou a distribuição de kits de limpeza para famílias do Sítio Vaca e famílias da comunidade de Sítio Baixo da Roça.
Esta ação tem como principal objetivo, contribuir com as famílias que se encontram em estado de vulnerabilidade social, durante a pandemia de Covid-19 (novo coronavírus).

Ceará tem 37.821 casos de coronavirus e 24.979 recuperados; óbitos chegam a 2.733

O número de casos confirmados da Covid-19, infecção causada pelo novo coronavírus Sars-CoV-2 chegou a 37.821 no Ceará, de acordo com os dados da plataforma IntegraSUS, atualizados às 18h04 desta quinta-feira (28), pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesa). Em comparação ao informe divulgado às 17h21 do dia anterior, foram 546 casos a mais. 

Já em relação ao número de óbitos causados da doença, foram contabilizados 2.733, 62 a mais que o número notificado ontem (27). Nem todos os casos e mortes, porém, foram registrados nas últimas 24h. Nesse informe há registros de dias anteriores que só foram confirmados agora. 

Os dados também mostram que 24.979 pessoas se recuperaram da Covid-19. Em comparação ao último informe do IntegraSUS, foram 63 pacientes a mais que receberam alta hospitalar ou ficaram livres da doença.

Com informações do Diário do Nordeste.

Tauá tem 170 casos confirmados de coronavirus e 112 pacientes curados

A Secretaria de Saúde de Tauá divulgou na manhã desta quinta-feira, 28, a atualização do boletim epidemiológico, sobre a situação do Coronavírus no município.

O destaque fica para as alterações tanto no número de confirmados, que sobe de 152 para 170 e no número de curados, também subindo de 94 para 112. Já foram descartados 284 casos, mas 176 estão ainda como suspeitos.

05 pessoas estão internadas em tratamento, enquanto 47 fazem tratamento em seus domicílios.

Com informações do Blog do Edy Fernandes.

Homem é preso suspeito de matar ex-companheira dentro de carro em Juazeiro do Norte

Um homem foi preso suspeito de matar a ex-companheira momentos antes de ela desembarcar de um veículo de transporte por aplicativo, na manhã desta quinta-feira (28), em Juazeiro do Norte, no sul do Ceará.

Em depoimento, o motorista do veículo afirmou que estava finalizando a corrida da vítima, quando dois homens em uma motocicleta chegaram ao lado do veículo e ordenaram que ele saisse. Momentos depois, a passageira foi atingida pelos disparos e morreu no local.

Após buscas, o ex-companheiro da vítima, suspeito de cometer o crime, foi encontrado na zona rural do município e levado preso para a Delegacia da Defesa da Mulher de Juazeiro do Norte. O outro suspeito que conduzia a moto está sendo procurado.

Com informações do Diário do Nordeste.

Presídio de segurança máxima vira hospital de campanha para presos com coronavirus no Ceará

A pandemia do novo coronavírus fez com que a Secretaria da Administração Penitenciária do Ceará (SAP) transformasse o primeiro presídio de segurança máxima do Estado, prestes a ser inaugurado, em hospital de campanha para tratar presos e presas que estão com a Covid-19. O sistema penitenciário cearense já tem 426 casos confirmados da doença e duas mortes.

O presídio de segurança máxima, localizado em Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), estava previsto para ser inaugurado em fevereiro deste ano. Mas o atraso na entrega do equipamento veio a calhar com a pandemia, em março, e deu lugar à Enfermaria Máxima de Saúde - como é chamado o hospital de campanha pela SAP - com 190 vagas. O espaço, preparado para a custódia principalmente de líderes de facções criminosas, recebeu primeiro infectados pelo vírus, profissionais da saúde, camas hospitalares e medicamentos.

Segundo o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), que integra o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 no Sistema Prisional, o Hospital Geral e Sanatório Penal Otávio Lobo foi desativado e toda a estrutura da unidade (equipamentos e profissionais) foi transferida para a Enfermaria da Unidade de Segurança Máxima, para isolamento dos internos contaminados e melhor acompanhamento pela equipe médica.

A SAP corroborou que "todo e qualquer interno ou interna com sintomas gripais, ou no processo de tratamento leve da Covid-19, passa pelo acolhimento de equipes multissetoriais na Enfermaria Máxima de Saúde". Segundo a Pasta, a unidade de saúde está "totalmente equipada e automatizada para o tratamento e cuidado com os casos suspeitos ou para tratamento de casos mais leves e moderados".

O Estado, com apoio do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen), investiu R$ 28 milhões para erguer o presídio de segurança máxima, com área total de 7.273 m² e 104 celas. As obras começaram ainda em 2018. A unidade é considerada moderna, com amplo sistema de videomonitoramento e alarmes. Mas agora o equipamento não tem data para ser utilizado conforme a função original.

"O presídio de segurança máxima não será inaugurado enquanto durar a pandemia, porque está servindo de hospital de campanha para o sistema penitenciário", informou um membro do Comitê, que preferiu não se identificar.

Mortes

A segunda morte no sistema penitenciário cearense por Covid-19 foi confirmada pelo SAP. Uma detenta de 48 anos do Instituto Penal Feminino Auri Moura Costa (IPF), localizado também em Aquiraz. A mulher apresentou sintomas no dia 1º de maio e foi isolada. Quando o quadro se agravou, ela foi transferida para o Hospital do Coração, em Messejana, onde estava respirando com ajuda de ventilador mecânico, mas morreu na última quinta-feira (21).

O primeiro caso com morte foi divulgado pela SAP em 28 de abril deste ano. Um interno da Casa de Privação Provisória de Liberdade Professor Clodoaldo Pinto (CPPL) II, em Itaitinga, identificado apenas pelas iniciais J.P.L.V., de 36 anos, morreu com dificuldades respiratórias, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Horizonte.

A reportagem apurou ainda que a SAP já realizou mais de 2,2 mil testes de Covid-19. Conforme o último boletim recebido pelo TJCE, do dia 21 de maio último, as unidades penitenciárias do Estado somam 426 casos da doença confirmados. Deste total, 225 são agentes penitenciários, 142 presos (entre homens e mulheres) e 59 servidores terceirizados. Há o registro ainda de 268 recuperações de infectados pela doença, das quais 180 são de policiais penais, 52 de detentos e 36 dos terceirizados.

O maior número de registros da Covid-19, 48, está na Unidade Prisional Irmã Imelda Lima Pontes (destinada a presos do sexo masculino que são gays, travestis, bissexuais, idosos, cadeirantes ou respondem à Lei Maria da Penha), em Aquiraz. Depois, vem os dois presídios em que internos já morreram com a doença: o IPF, com 34 confirmações; e a CPPL II, com 22. Conforme a fonte do Comitê de Enfrentamento à Covid-19 no Sistema Prisional, a SAP separa detentos com suspeita ou confirmação da doença em três níveis, para evitar a propagação do vírus: isolamento dentro dos presídios, em celas distintas, para aqueles que acabaram de ser detidos ou vieram do hospital; isolamento na Enfermaria Máxima de Saúde, para quem está com sintomas leves da Covid-19; e, em último caso, se o quadro for grave, transferência do preso para uma unidade de saúde pública.

A Secretaria da Administração Penitenciária não forneceu os números da Covid-19, ao ser demandada pela reportagem, mas garantiu que "os dados epidemiológicos do sistema prisional cearense são compartilhados com o Judiciário, Ministério Público e entidades de controle social". Em nota, a Pasta reforçou que "o banho de sol foi estendido de duas para três horas em todas as unidades prisionais, justamente para garantir maior absorção vitamínica da luz solar e um maior convívio social entre as pessoas privadas de liberdade". E ainda que "o Ceará foi o primeiro Estado da Federação a garantir uso de máscaras para todos os internos e internas".

Preocupação

A propagação da Covid-19 no sistema penitenciário cearense preocupa profissionais e familiares dos presos. O diretor financeiro do Sindicato dos Agentes e Servidores Públicos do Sistema Penitenciário do Estado do Ceará (Sindasp), Rafael Magno, revela que os policiais penais que estão afastados do trabalho por estarem em grupos de risco para contrair a doença (como idosos, diabéticos e doentes cardíacos) têm medo de serem chamados nas próximas semanas, diante da sinalização do Governo do Estado de flexibilizar o isolamento social.

De acordo com Magno, apesar do alto número de agentes penitenciários recuperados da infecção (cerca de 80%), a doença ainda impacta o trabalho da categoria: "o efetivo diminuiu por conta do número de agentes infectados, de agentes do grupo de risco afastados e de agentes que moram em outros estados e que foram transferidos para unidades prisionais mais próximas de seus estados de origem, o que comprometeu bastante alguns procedimentos".

A irmã de um detento, que preferiu não se identificar, revela que os familiares dos presos, em geral, estão angustiados com a propagação do vírus e a falta de notícia dos entes queridos, já que as visitas sociais estão suspensas e a troca de "cartas e-mails" entre o cárcere e a rua ainda gera desconfiança da autenticidade.

"Não sabemos de dados concretos. Aquilo que sabemos é por meio de advogados ou de familiares que estão sendo contactados por assistente social. Sobre a 'carta email', cada unidade faz de um jeito diferente. Em algumas unidades, enviam a foto da resposta com a letra do preso, já em outras apenas transcrevem a mensagem deixando os familiares na dúvida se realmente responderam. Os familiares de internos estão tendo seu direito de acesso à informação negado e tudo está sendo mantido em silêncio", reclama.

Com informações do Diário do Nordeste.

Chega a 70 o número de casos confirmados de coronavirus em Acopiara

A cidade de Acopiara conta agora com 70 casos confirmados do novo coronavírus, de acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde do município, na tarde desta quinta-feira (28).

Destes, 45 casos se encontram na zona urbana, e 25 na zona rural. A ferramenta confirma 3 mortes pela Covid-19, e 17 pacientes recuperados.

Mulher de 103 anos vence o coronavirus e celebra com cerveja

Jennie Stejna lutou contra a Covid-19 durante cerca de três semanas. E assim que se livrou do vírus, decidiu comemorar da melhor maneira.

A sua família conta que a mulher de 103 anos foi detectada com o novo coronavírus no lar de idosos onde estava vivendo, nos EUA, e onde foram detectados outros 33 casos de infecção. As previsões nem sempre foram as melhores, dado que o vírus é, por norma, fatal em pessoas de mais idade.

A família da mulher afirma que ela é uma lutadora, mas conta que em certa ocasião lhe perguntaram se estava pronta para ir para o céu e que ela não hesitou em afirmar: “Claro que sim!”.

Mas tal não chegou a acontecer. A idosa venceu a doença e para celebrar os auxiliares do lar ofereceram-lhe uma cerveja fresca.

Segundo a família, beber cerveja e ver futebol é um dos hobbies de Jennie Stejna.

Com informações do Notícias ao Minuto.

Igrejas poderão retomar atividades a partir de 22 de junho no Ceará

As atividades religiosas ocupam a segunda fase de retomada da economia e atividades comportamentais no Ceará. Assim, as Igrejas poderão reabrir as portas e realizar celebrações com 20% de sua capacidade no período entre 22 de junho e 5 de julho. Isso se as fases anteriores ocorrerem sem nenhum problema. O governador Camilo Santana (PT) deixou claro na live, nesta quinta-feira, 28, que se algo não sair como planejado tudo será reavaliado. Neste caso, as datas poderão sofrer alterações.

Os critérios e etapas da retomada foram apresentados no início da tarde desta quinta-feira (28), pelo governador Camilo Santana, durante uma live transmitida através de rede social, com a presença do secretário da Saúde do Ceará, Carlos Roberto Martins, o doutor Cabeto.

Já na terceira fase do processo, que compreende o período entre 6 e 19 de julho, as celebrações religiosas poderão ocorrer com limitação de 50% da capacidade dos locais. Se nada acontecer que venha a mudar as datas, como ampliação de casos de Covid.

A quarta e última fase da retomada de atividades acontece no intervalo entre o dia 20 de julho e 2 de agosto. Somente então os eventos religiosos poderão ocorrer com 100% da capacidade, respeitando o protocolo baseado nos critérios para liberação. Isso se todas as fases anteriores forem seguidas sem nenhum retorno de crescimento da doença.

Os critérios levam em conta fatores como leitos, internações, óbitos e condições específicas de cada região ou cidade. Assim como nos demais setores, o funcionamento das Igrejas e demais templos religiosos dependerá do processo de monitoramento conduzido no Ceará.

No Ceará, Salões de beleza poderão abrir as portas no início de junho; academias retornam no fim de julho

A abertura de serviços não-essenciais, como salões de beleza e academias, ocorrem em etapas distintas no plano de retomada das atividades econômicas e comportamentais, divulgado nesta quinta-feira (28), pelo Governo do Estado. Logo na fase de transição, que começa na segunda-feira (1º), e vai até o dia 7, cabeleireiros, manicures a barbearias poderão voltar a funcionar com 30% do trabalho presencial. 

Caso os indicadores do coronavírus se mantenham estáveis no Ceará, a mesma categoria poderá operar com 100% do trabalho presencial – porém, sem aglomerações – na terceira fase da retomada, prevista para ocorrer entre 6 e 19 de julho. 

Já no caso das academias, o retorno ao funcionamento deve acontecer na quarta e última fase do processo, no intervalo entre o dia 20 de julho e 2 de agosto. Caso, todas as demais fases ocorram sem adiamentos.

Os critérios e etapas da retomada foram apresentados no início da tarde pelo governador Camilo Santana, durante uma live transmitida através de rede social, com a presença do secretário da Saúde do Ceará, Carlos Roberto Martins, o doutor Cabeto. 

Os critérios para a condução de cada fase levam em conta fatores como leitos, internações, óbitos e condições específicas de cada região ou cidade. O funcionamento de todos os setores dependerá do processo de monitoramento conduzido no Ceará. 

Com informações do Diário do Nordeste.

Policial Militar natural de Acopiara morre vítima de AVC

Morreu na manhã desta quinta-feira (28), em Juazeiro do Norte, onde estava hospitalizado desde o ultimo sábado, após sofrer um AVC, o acopiarense Sargento Filho.
Atualmente lotado no 10° Batalhão de Policia Militar de Iguatu, o 1° Sargento Filho ingressou nos quadros da Policia Militar em 1997.

Natural de Acopiara, ele residiu por tempos na Rua Santos Dumond, conhecida como Ramira.

Construção civil, salões de beleza e confecção: confira o que volta à atividade no Ceará na segunda-feira

O governador Camilo Santana apresentou resumo do plano de retomada da atividades econômicas no Estado durante transmissão ao vivo em suas redes sociais nesta quinta-feira (28). Apesar da renovação do decreto de isolamento social, o governo estadual iniciará uma fase de transição na segunda-feira (1º), etapa que servirá de teste para o retorno econômico.

Camilo detalhou que dois critérios principais foram utilizados para definir os setores que devem retornar primeiro e quais irão ficar para as últimas etapas. Segundo ele, o risco sanitário e a importância socioeconômica foram os fatores determinantes.

"Do dia 1º ao dia 7, serão liberadas algumas atividades, mas tem critérios a serem seguidos. Há uma tendência de estabilização dos casos, principalmente em Fortaleza, mas quero deixar claro que os próximos 7 dias serão avaliado. A Saúde vai avaliar e determinar se é possível prosseguir com as próximas fases ou não", ressaltou o governador.
O chefe do Executivo estadual ainda apelou a empresas e população que sigam as orientações governamentais em cada etapa. "O resultado desse plano depende do compromisso das empresas com seus funcionários e do comportamento da população. Teremos horários de funcionamento diferentes, protocolos a serem seguidos, como a medição da temperatura dos empregados, testagem de amostra dos funcionários, muito critério e rigor para que a gente não precise retroceder", afirmou.

O secretário da Saúde do Estado, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, Dr. Cabeto, reforçou o pedido. "Isso não é uma abertura, é uma fase de transição. É preciso responsabilidade, pois vidas estão em jogo. Para que não haja retrocesso, é preciso obediciênica a toda regra de isolamento social", pontou.

Nesta etapa inicial, que irá durar sete dias, 17 segmentos estão autorizados a retomar parcialmente suas operações. Os percentuais de liberação variam de 0,60%, no caso do setor de tecnologia da informação, a 100% para a cadeia da saúde.

Quase 67 mil empregos poderão retomar suas atividades em todo o Estado, cerca de 11,5% do total. Na Capital, serão 44,8 mil trabalhadores, representando 67% do efetivo de Fortaleza, enquanto no Interior esse número é de 22,1 mil ou 33%.

Camilo ressaltou que, no comércio, apenas o setor ligado a saúde e material de construção poderão reabrir.

Confira a lista de atividades e os percentuais de liberação desta fase de transição:

- Indústria química e correlatos (30%)
Indústria de químicos inorgânicos, plástico, borracha, solventes, celulose e papel

- Artigos de couros e calçados (17,9%)
Fabricação de calçados e produtos de couro

- Indústria metamecânica e afins (28,7%)
Fabricação de ferramentas, máquinas, tubos de aço, usinagem, tornearia e solda

- Saneamento e reciclagem (30%)
Recuperação de materiais

- Energia (20%)
Construção para barragens e estações de energia elétrica, geradores

- Cadeia da construção civil (31%)
Construção de edifícios até 100 operários obra, cadeia produtiva com 30%

- Têxteis e roupas (12,4%)
Indústria têxtil, confecções e de redes

- Comunicação, publicidade e editoração (10,2%)
Impressão de livros, material publicitário, e serviços de acabamento gráfico

- Indústria e serviços de apoio (0,8%)
Indústria de artigos de escritório e manutenção industrial. Cabeleireiros, manicures e barbearias

- Artigos do lar (16,9%)
Fabricação de eletrodomésticos e artigos domésticos

- Agropecuária (12,4%)
Obras de irrigação

- Móveis e madeira (7,9%)
Fabricação de móveis e produtos de madeira

- Tecnologia da informação (0,6%)
Fabricação de equipamentos de informática

- Logística e transporte (10,8%)
Metrofor, transporte rodoviário metropolitano na RMF e manutenção de bicicletas

- Automotiva (1,9%)
Indústria de veículos, de transporte e peças

- Cadeia da saúde (100%)
Comércio médico e ortopédico, óticas, podologia e terapia ocupacional

- Esporte, cultura e lazer (8,1%)
Treinos de atletas de esportes individuais, além dos clubes de futebol participantes da final do Campeonato Cearense

Com informações do Diário do Nordeste.

Ceará tem 37.448 casos de coronavirus e 2.686 mortes causadas pela doença

Chegou a 2.686 o número de mortes por Covid-19 no Ceará, enquanto os casos confirmados da doença subiram para 37.448. Os dados são da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), informados através da plataforma IntegraSUS, conforme a atualização das 10h25 desta quinta-feira (28). Ao todo, foram 15 óbitos e 173 casos a mais que o divulgado às 17h21 do dia anterior. A letalidade da doença, no momento, é de 7,2%. 

Os números apresentados pela Secretaria da Saúde fazem referência à disponibilidade dos resultados dos testes para detectar a presença dos vírus, o que não corresponde necessariamente à data da morte ou do início da apresentação dos sintomas pelo paciente. 

Fortaleza se mantém como a cidade com maior circulação do novo coronavírus, acumulando 21.057 casos e 1.784 óbitos pela doença. Em seguida vêm Caucaia e Sobral, que contabilizam 1.270 e 1.180 casos, respectivamente. 

Os dados também mostram que 24.749 pessoas se recuperaram da Covid-19 até então.

Com informações do Diário do Nordeste.

Parabéns a aniversariante do dia, Secretária da Saúde de Acopiara Fábia Almeida

Quem está aniversariando nesta quinta-feira (28), é a Secretária da Saúde de Acopiara Fábia Almeida , recebendo do Blog do Elber Feitosa, e de todos os seus familiares, e dos acopiarenses.

Parabéns Fábia, Paz , saúde, felicidades. Feliz aniversário

2º Lote do Vale-gás começa a ser entregue nesta segunda-feira (01), em Acopiara

A Prefeitura de Acopiara, por meio da Secretaria do Trabalho Desenvolvimento Social, estará a partir desta segunda-feira dia 1 de junho, realizando a distribuição do segundo lote do vale-gás social.

Acopiara: Missa de 06 anos de vida eterna de Padre Crisares

Sargento natural de Acopiara morre vítima de AVC

O Sargento Filho, natural de Acopiara, e que estava prestando serviços ao município de Iguatu, morreu nesta quinta-feira (28), vítima de um AVC hemorrágico, em Juazeiro do Norte, onde estava internado. 

O mesmo estava trabalhando, quando aconteceu esta fatalidade. 

Condolências  à família!

Retomada da economia no Ceará deve ter início no dia 8 de junho, com sete dias de transição

O governador Camilo Santana anunciou que o plano de reabertura da economia cearense será anunciado hoje, com "a previsão de retomada gradual e responsável de algumas atividades, e em algumas regiões". A retomada, contudo, não deverá ser imediata, com o Governo do Estado estabelecendo um período de sete dias de transição para que alguns setores da economia possam voltar às atividades. Essa fase de mudança contaria com uma nova prorrogação do decreto de isolamento social e com análises dos indicadores relacionados aos casos do novo coronavírus no Estado.

Sendo assim, o início da reabertura da economia no Estado, previsto inicialmente para o dia 1º, deverá acontecer no dia 8 de junho, considerando a melhora dos indicadores da área da saúde relacionados a contaminações, internações e óbitos causados pela covid-19.

Além disso, uma fonte que participou da reunião entre a equipe do Governo e empresários sobre o plano disse que os setores liberados serão acompanhados das cadeias produtivas, o que deverá dividir os segmentos da economia.

Entre os negócios que poderão operar na primeira fase do plano de reabertura estão salões de beleza e barbearias; indústrias de confecção e toda a cadeia produtiva relativa, como comércios relacionados ao segmento; empresas da construção civil, comércio de material de construção, imobiliárias, e empresas de locação de imóveis; além da indústria do couro e a cadeia produtiva referente a este segmento.

O anúncio do plano de reabertura deverá ser feito pelo governador Camilo Santana ainda na manhã desta quinta-feira (28), segundo a fonte ouvida pela reportagem. O plano deve ter quatro fases.

Comércio

Sobre o retorno das atividades do comércio, que deverá ser liberada apenas em etapas posteriores, o presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL), Freitas Cordeiro, disse estar insatisfeito, mas considerou a medida como positiva. Segundo Cordeiro, é importante ressaltar que algumas empresas poderão abrir já na primeira fase da operação.

Contudo, ele afirmou não concordar com o plano que separa a abertura do comércio por segmento e defende que o projeto contemplasse todo o setor de uma vez só. "Para a FCDL, é claro que o material do Governo é muito técnico, muito bem feito, mas é muito complicado. Não é disso que precisamos. Precisamos de mais objetividade", disse.

Saúde

Em publicação nas redes sociais, o governador Camilo Santana voltou a reforçar a importância das medidas de isolamento social para conter a propagação do novo coronavírus no Ceará. Ele ainda ressaltou que todas as decisões do Estado estão sendo guiadas pelas análises dos especialistas da área da saúde.

"Reafirmo que todas as medidas são respaldadas por estudos e avaliações de nossa equipe de profissionais de saúde, que continuará acompanhando, dia a dia, a evolução dos números, e nos orientando em todas as tomadas de decisão. Vidas em primeiro lugar", destacou o governador Camilo Santana.

Construção

Já o empresário da construção civil e vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), André Montenegro, disse que recebeu a notícia da prorrogação do decreto com a previsão de afrouxamento das regras para determinados segmentos da economia de forma positiva.

Segundo conversas com empresários do setor, Montenegro confirma que a perspectiva é que o Governo do Estado prorrogue o decreto de isolamento social no próximo dia 1º de junho, mas liberando alguns setores da economia em seguida.

Com informações do Diário do Nordeste.

Mecânico é preso em Acopiara após ameaçar a ex-mulher

Um mecânico foi preso pela Policia Militar na tarde desta última quarta-feira (27), por volta de 15h30min, após ameaçar a ex-mulher. O caso aconteceu no Bairro Nova Acopiara.

O homem foi conduzido a Delegacia Municipal de Polícia Civil de Acopiara e autuado em flagrante por ameaça.

É a quarta vez que o mecânico é preso por crime de violência doméstica contra mulher.

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 38 milhões

 Aposta única da Mega-Sena custa R$ 4,50 e apostas podem ser feitas até às 19h — Foto: Marcelo Brandt/G1
Foto Marcelo Brandt/G1
Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.265 da Mega-Sena, realizado na noite de quarta-feira (27). O prêmio acumulou.

Veja as dezenas sorteadas: 14 - 20 - 23 - 39 - 46 - 50.

A quina teve 50 acertadores; cada um levará R$ 51.863,40. A quadra teve 2.926 apostas ganhadoras; cada um ganhará R$ 1.266,07.

O próximo concurso será no sábado (30). O prêmio é estimado em R$ 38 milhões.

Para apostar na Mega-Sena

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país ou pela internet, no site da Caixa Econômica Federal – acessível por celular, computador ou outros dispositivos. É necessário fazer um cadastro, ser maior de idade (18 anos ou mais) e preencher o número do cartão de crédito.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 4,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 22.522,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Com informações do G1.

Missa de 7º dia de Murilo Monteiro acontece hoje em Acopiara

Acontece nesta quinta-feira (28), em Acopiara, a missa de 7º dia de Murilo Monteiro de Oliveira.

Ela será transmitida pelo Facebook da Paróquia São Francisco de Assis.

Confira.

Ceará perde 4,5 vezes mais postos de trabalho formais com pandemia

Sob influência da pandemia do novo coronavírus, o mercado de trabalho no Ceará ampliou o ritmo de perda de postos de trabalho. Entre janeiro e abril deste ano, foram encerrados 25,6 mil empregos no Estado - volume 4,5 vezes maior que no igual período do ano passado, quando haviam sido fechadas 5,6 mil vagas formais, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia. Conforme a previsão do professor de Economia Ecológica da Universidade Federal do Ceará (UFC), Aécio Alves de Oliveira, a estimativa é que o saldo negativo no Estado deve demorar pelo menos três meses após a retomada das atividades para começar a ser revertido.

Ele avalia que o retorno ao trabalho se dará em um ambiente de muitas incertezas. "As estatísticas positivas não vão aparecer de imediato. Para pausar, é rápido, mas para voltar, é gradativo. E a economia não tem condições de repor todas essas vagas de uma vez. No próximo trimestre, talvez já comecemos a ver algum tipo de melhora nesse saldo", projeta o professor.

Para Oliveira, a pandemia é realmente o principal motivo para o expressivo aumento das demissões. Em janeiro e fevereiro, o Ceará apresentou saldo positivo de empregos, ou seja, a quantidade de contratações superou as demissões, tendência que só se reverteu em março e cresceu exponencialmente em abril, primeiro mês inteiro com a atividade econômica restrita aos serviços essenciais. "Isso indica de forma bem clara o efeito da pandemia", ressalta.

Empregos preservados

O professor ainda destaca o papel do Estado para a manutenção dos empregos e renda das famílias. Segundo o Caged, mais de 277 mil empregos foram preservados a partir do Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e Renda, que permite a redução proporcional de jornada e salário dos trabalhadores ou suspensão de contratos.

"Se não fosse essa MP 936, esses 277 mil trabalhadores estariam na conta dos demitidos. O Estado é fundamental nesses momentos, apesar de ainda ter feito pouco, porque o mercado não resolve. A solução que o mercado indicaria seria simplesmente demitir", avalia o docente.

Em abril, a indústria foi o setor que mais fechou postos de trabalho no Ceará, apresentando saldo negativo de 10,6 mil empregos com carteira assinada. Em seguida, as maiores perdas aparecem nos setores de serviços (-8,8 mil), comércio (-7 mil) e construção civil (-3,1 mil). Mesmo sendo considerados essenciais, empresas dos setores de agricultura e pecuária também reduziram o quadro de pessoal no mês passado, resultando em um saldo negativo de 195 vagas formais no Estado.

Perspectivas

Erle Mesquita, coordenador de Estudo e Análise de Mercado de Trabalho do Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT), acredita não ser possível prever quando o mercado de trabalho deverá se recompor após a pandemia. Segundo ele, serão necessárias políticas do trabalho e união entre as diferentes instâncias de poderes e gestores para recuperar os empregos perdidos e gerar novos.

"O grande problema é a alta rotatividade do mercado. Com a pandemia, você estancou as admissões e deixou de contratar. Quem ficou no mercado de trabalho teve de se submeter às iniciativas que foram impostas. É uma grande incógnita saber quando o mercado vai se recuperar. Os poderes e os gestores vão ter que realmente pensarem em políticas do trabalho", avalia.

Para Mesquita, o mercado já vinha em um processo de fragilização. "Você tinha um movimento que era necessário por causa dessa onda tecnoló-gica, e a Covid-19 acelerou isso. O Ceará já tinha meio milhão de desempregados antes da crise e, com ela, outros muitos trabalhadores desempregados que não vão conseguir ser realocados. A gente não tem uma perspectiva de recomposição muito facilitada desse mercado, tanto pela situação da economia, como pela queda da renda do trabalho. É um cenário de longa jornada para recomposição", analisa.

De acordo com o coordenador, serão necessárias múltiplas e transversais iniciativas para recuperar os empregos perdidos. "A gente vai precisar ter mecanismos de acesso ao crédito para micros e pequenos empreendedores e de desonerações nas folhas de pagamento, algo que vai ser difícil para os governos por conta da queda da arrecadação neste momento", aponta.

Mesquita destaca que o esforço terá de ser ainda maior por conta da deterioração da legislação trabalhista que vem acontecendo nos últimos anos. "Há uma necessidade de se ter uma força-tarefa muito forte, porque a gente vê uma destruição do Direito Trabalhista. As previsões internacionais são muito ruins e o cenário interno é muito turbulento. Isso tudo tumultua o processo de retomada", lamenta.

Municípios

Segundo dados do Caged, em abril, Fortaleza foi o município com o pior saldo de empregos, com a perda de 15.308 postos de trabalho formais. Em seguida, aparecem Maracanaú (-2 mil), Santa Quitéria (-1.013), Caucaia (-985), Juazeiro do Norte (-787), Maranguape (-663), Aquiraz (-662), Camocim (-641), Eusébio (-517) e Sobral (-511).

"São municípios de médio porte. Você tem os três principais polos do Estado, que são Fortaleza, Juazeiro do Norte e Sobral. E são cidade que têm o mercado de trabalho com base na indústria, muito embora não tenhamos esses dados cruzados entre municípios e setores, mas a indústria em muitos desses é o carro-chefe", diz Mesquita.

Com informações do Diário do Nordeste.

Aposentado de 75 anos se recupera do coronavirus e recebe alta de hospital em Fortaleza

José Ernane chegou a pedir a filha para não ser deixado no hospital — Foto: Arquivo Pessoal
Uma orquestra de aplausos se formou no meio do corredor do Hospital Distrital Evandro Ayres de Moura, o Frotinha do Antônio Bezerra, em Fortaleza, quando o aposentado José Ernane Pedrosa, de 75 anos, deixou a unidade, após sete dias internados. Ele teve alta hospitalar após ser diagnosticado com a Covid-19. O idoso chegou a iniciar o tratamento em casa com medicação depois de uma consulta no posto de saúde, mas, devido à falta de ar, precisou ser hospitalizado.

O Ceará ultrapassou a marca de 37 mil casos de Covid-19 e registrou 2.603 óbitos pela doença. Todos os municípios da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) já registram mortes confirmadas em decorrência da Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus. A área compreende, além da capital cearense, mais 18 cidades.

Na porta da unidade de saúde, José Ernane estampou um sorriso diante do diagnóstico de recuperação e pelo fato de poder voltar à família. “Se cuide, saúde para o senhor”, eram os desejos ouvidos durante a saída do aposentado do hospital, como forma de comemoração e de marco de mais um vencedor em Fortaleza.

“Nós só recebemos o diagnóstico realmente quando meu pai já estava internado, na verdade. A gente notou os sintomas e ele foi medicado em casa primeiramente. Levamos no posto e no sexto dia ele já tinha feito a primeira fase da medicação. Mesmo assim, depois disso ele já começou com a falta de ar”, explica a filha do idoso, Maria do Socorro. Segundo ela, após a piora ele foi encaminhado ao tratamento no Frotinha, onde foi internado no dia 20 de maio. A partir daí, a preocupação veio ainda mais forte.

Ela conta, inclusive, sobre a sensação difícil ao ver o pai ficar internado para o tratamento. Foi na unidade de saúde onde ela e outros familiares foram comunicados da necessidade de o pai se tratar fora do ambiente domiciliar. “Ele chegou a me pedir que não ficasse no hospital. Disse: ‘minha filha, não me deixe aqui sozinho’. E nessa hora você não sabe o que fazer, né? Mas, claro, a gente se vê obrigado a deixar porque, afinal de contas, a gente estava lutando pela vida do meu pai”, conta com a voz embargada, ao se emocionar com o resultado do esforço.

Dos dias em que o pai esteve ausente, Maria do Socorro lembra da saudade e da necessidade de boas notícias para os que estavam apenas esperando o retorno do patriarca da família. Ela explica que as noites eram os momentos mais delicados dessa etapa. “Nossa sensação em casa era a pior possível, a pior que se possa imaginar. Passar por tudo isso foi muito difícil”, revela, ao lembrar do diagnóstico oficial.

Depois dos sete dias de acompanhamento com profissionais de saúde, Maria do Socorro conta que o pai deve continuar o isolamento em casa, apesar de já ter tido alta hospitalar. Apenas um dos familiares deve proceder com os cuidados diários dele, que já vive com a esposa, dona Iraci. Ainda nesta última quarta (27), ele já pôde tomar sol no quintal da residência. Para Maria, um verdadeiro alívio se faz presente ao vê-lo retomando, aos poucos, a rotina.

“Aqui em casa, graças a Deus, mais ninguém sentiu sintoma até então, mas seguimos nos cuidando”, alerta. Agora, o que fica é o agradecimento pela vitória conta a Covid-19. “Queremos muito agradecer a Deus pela recuperação e aos profissionais do Frotinha, pelo médico que cuidou dele diretamente, por tudo que fizeram por nós”, finaliza.

Com informações do G1 Ceará.

quarta-feira, 27 de maio de 2020

Polícia prende suspeito de estuprar mulher na zona rural de Tauá

Um homem suspeito de estuprar uma mulher de 36 anos foi preso nesta quarta-feira (27), em Tauá, no Ceará. O crime aconteceu na segunda-feira (25), na localidade de Sítio Marrecas, zona rural do município. 

Segundo a Secretaria da Segurança Pública, o homem de 20 anos já responde por crimes como porte ilegal de arma de fogo e direção perigosa. Na casa onde ele mora, foram encontradas e apreendidas uma espingarda calibre 12 e uma arma artesanal.

Ele foi conduzido para a Delegacia Regional de Tauá, onde também vai responder pelo crime de posse ilegal de arma de fogo. 

Com informações do Diário do Nordeste.