sábado, 6 de junho de 2020

Após quadro grave de coronavirus, idosa de 100 anos recebe alta em Fortaleza

A manhã deste sábado (6), foi de alegria para a família da aposentada Maria Luci de Lima e Silva, de 100 anos. É que mais cedo, ela chegou em casa após 26 dias internada por complicações causadas pela Covid-19. Dona Luci, que é hipertensa e diabética, deu entrada em um hospital particular de Fortaleza no último dia 12, devido uma piora no quadro.

Funcionária pública aposentada, Luci reside há mais de 40 anos com uma amiga da família, que tem mais de 75 anos. O primeiro sinal de atenção foi uma febre, percebida ao acordar, de acordo com a sobrinha-neta da idosa, a médica anestesista Giovana Tiraboschi, de 52 anos. “Minha prima me ligou para falar que Tia Luci amanheceu com febre. Pouco depois uma das cuidadoras ficou doente e ficamos preocupados”, relembra. 

Ambas as senhoras contam com uma enfermeira e com auxiliar doméstica para os cuidados rotineiros. Elas estavam em isolamento social, mantendo contato apenas com as cuidadoras, quando manifestaram os sintomas. Somente Luci evoluiu para uma situação mais delicada. A colega, que tem 75 anos, se recupera da doença em casa e não precisou de internação médica. 

Uma das principais preocupações da família foi a impossibilidade de uma visita à Luci. Todo o acompanhamento precisou ser feito à distância. “Minha outra tia chamou uma médica geriatra para atender ela em casa”, conta Giovanna. A profissional chegou a receitar um tratamento com hidroxicloroquina para ambas as idosas, mas Luci não respondeu bem ao remédio e foi encaminhada ao hospital. O teste com resultado positivo para infecção por novo coronavírus veio cinco dias depois dos primeiros sintomas.

Com informações do Diário do Nordeste.