sexta-feira, 8 de maio de 2020

52 presos testaram positivo para coronavírus no Ceará

Instituto Prisional Feminino Auri Moura Costa concentra mais casos de coronavírus no sistema prisional do Ceará
Foto Deivyson Teixeira / O Povo)
O grupo de monitoramento e fiscalização do sistema carcerário cearense, do Ministério Público do Estado (MPCE), contabilizou que 52 internos testaram positivo para coronavírus até esta sexta-feira, 8.

Além dos detentos, 130 agentes penitenciários, 30 servidores da Secretaria chegaram a ser afastados com suspeita ou confirmação de Covid-19. Destes, 84 tiveram cura clínica e já retornaram ao trabalho.

Conforme o documento do MPCE, o maior foco de casos está no Instituto Penal Feminino, havendo confirmação de 28 internas com Covid-19.

Por meio de investigação, verificou-se que essa contaminação teria vindo de cozinheiro que contraiu coronavírus e chegou a trabalhar sem máscara. A maioria dos internos e internas contaminados, no entanto, encontra-se assintomática até o momento.

Nesta sexta, três unidades prisionais identificaram internos contaminados: Centro de Execução Penal e Integração Social Vasco Damasceno Weyne (Cepis), Instituto Penal Feminino Auri Moura Costa (IPF) e Casa de Privação Provisória de Liberdade Professor Clodoaldo Pinto (CPPL II). Há um interno que se encontra entubado e um agente penitenciário dentre os contaminados em estado grave.

Desde o começo da pandemia até hoje, houve aproximadamente 900 decisões judiciais beneficiando presos com regime domiciliar ou progressão de regime.

Com informações do O Povo.