terça-feira, 30 de abril de 2019

Alexandre Nardoni irá cumprir pena por morte da filha em regime semiaberto

O presidiário Alexandre Alves Nardoni, condenado a 30 anos e dois meses de prisão pela morte da filha Isabella Nardoni vai cumprir a pena em regime semiaberto. A progressão de regime foi decretada nesta terça-feira (30),pela juíza Sueli Zeraik, da 1ª Vara de Execuções Criminais (VEC) de Taubaté, interior de São Paulo. As informações são do portal G1.

Na decisão, a juíza informou que o acusado tem um bom comportamento e que nenhum fator desabona a conduta dele dentro do sistema carcerário. Ela ressaltou, ainda, que ele possui vínculos familiares estruturados e planos para o futuro, nos âmbitos pessoal, profissional e familiar.

Nardoni tentava conseguir a progressão de regime desde setembro de 2018. No semiaberto, ele poderá trabalhar fora da unidade penitenciária durante o dia e voltar apenas para dormir. Além disso, o preso também pode deixar a prisão por até 35 dias a cada ano, durante as saídas temporárias. 

A esposa de Alexandre Nardoni, Anna Carolina Jatobá, conseguiu passar para o regime semiaberto em 2017. O casal foi condenado pela morte da menina, de 5 anos. A garota foi jogada da janela do apartamento do pai, que ficava no sexto andar de um prédio, em São Paulo, em 2008. O casal sempre negou as acusações, mas as provas desmentiram a versão contada. 

O Ministério Público (MP) informou que vai recorrer da decisão. Alexandre Nardoni cumpriu cerca de 11 anos de prisão.