terça-feira, 31 de março de 2015

CENTRO-SUL E CARIRI: Procissão e penitência se mantêm

Image-0-Artigo-1824647-1Os penitentes são homens simples e abnegados, profundamente identificados com as crendices, superstições e dogmas
FOTO: LEANDRO CORREIA
Várzea Alegre. Os tempos modernos de comunicação instantânea, equipamentos eletrônicos e avanço da informatização mudam hábitos e costumes em todos os lugares. Entretanto, a cultura popular resiste e em algumas localidades mantêm a tradição. Um exemplo vem desta cidade, que promove, a cada ano, o Encontro de Penitentes das Regiões Centro-Sul e Cariri e a Procissão do Fogaréu, que reuniu mais 200 participantes neste ano.
O evento tem caráter religioso popular e cultural, realizado pela Secretaria de Cultura e Turismo do município. Abre os ritos da Semana Santa, na comunidade. Neste ano, nove grupos de penitentes deste município e das cidades de Barbalha e de Lavras da Mangabeira saíram às ruas emocionando os participantes e os moradores que ocuparam as vias por onde a caminhada seguiu. No cortejo, há o ritual da autoflagelação.
Quem não seguiu por meio da procissão, neste fim de semana, acompanhou a passagem dos penitentes nas calçadas, elogiando os benditos e admirando a tradição que remonta aos tempos medievais. "O nosso esforço é para manter viva a cultura, as tradições e as manifestações populares", frisou o secretário de Cultura do Município, Milton Bezerra.
O evento é idealizado com o objetivo de fortalecer a cultura popular, promover um intercâmbio entre os grupos, e principalmente, preservar a tradição popular. Também é caracterizado pela Procissão dos Penitentes, que segue pelas ruas da cidade carregando tochas, entoando benditos e realizando o ritual da autoflagelação. A caminhada nesta cidade é pioneira. Em Barbalha ocorre a procissão na próxima Quinta-feira Santa.


Fonte Diário Do Nordeste